Idioma
O Meu Carrinho 0

O que é o design generativo?

Design Generativo

O mundo e as tecnologias estão a avançar a um passo galopante. Tudo aquilo que não é tecnológico deixa de ser interessante e passa a ser obsoleto. Esta é uma evolução que se tem refletido em todos os tipos de setores, até mesmo nos mais impensáveis. Toda a atividade industrial tem sofrido uma revolução naquilo que é a integração das tecnologias nos diferentes mercados.

Quando se pensa em design, automaticamente pensamos em criatividade e em utilidade. Sim, o design tem o objetivo principal de aliar a criatividade, o desenho e a ideia com um produto que seja funcional e útil. Até que se encontre o produto ideal, são criadas dezenas e até mesmo centenas de protótipos onde se estuda cada detalhe das mais diferentes variáveis. São processos longos, demorados e podem até ser muito desgastantes. É parte fulcral para que determinado produto resulte.

É neste sentido de pensamento que surge a necessidade de se abordar e explorar o design generativo. Este é um processo totalmente facilitado que tem a capacidade de gerar propostas de design independentes através de um software. Isto é, os designers de produto, engenheiros, etc., conseguem obter soluções de produto através da inserção, no software, das variáveis que pretendem que o produto final tenha (peso, tamanho, forças aplicadas, fixações, materiais, etc.). Depois de inseridos esses dados, é possível ter acesso a um conjunto enorme de sugestões e combinações possíveis para determinada solução.

Principais vantagens:


  • Sem barreiras

Este é um processo que dá todas as possibilidades e mais algumas e por isso deixa de haver limitações, uma vez que, o software pode apresentar soluções que não foram anteriormente idealizadas por ninguém.

  • Poupança de tempo

O design generativo oferece soluções imediatas, o que faz com que seja possível trabalhar em mais do que um projeto ao mesmo tempo, uma vez que, o tempo gasto em cada projeto é muito mais reduzido. Para além disto, também não se perde tempo em desenhar várias opções para um protótipo só, uma vez que, o software já dá todas as opções possíveis e imaginárias.

  • Poupança de custos

Como este é um processo que facilita o encontro de soluções, não há necessidade de gastar dinheiro e recursos em várias pessoas para a validação do protótipo. Isto é, antes um protótipo tinha de ser avaliado por diferentes áreas e com o design generativo é tudo mais simples, o que acaba por libertar recursos para outros projetos e investimentos.

  • Sem falhas

Enquanto que a mão humana tem mais tendência a errar, num computador isso quase nunca acontece. Como os processos são todos automatizados a probabilidade de as soluções terem erros é quase nula, a não ser que as variáveis inseridas pelo utilizador sejam erradas, mas nem nesse caso a “culpa” é do computador.

  • Versatilidade

Por último, destacamos a versatilidade do design generativo. Este é um processo que pode ser aplicado nas mais variadas áreas para obter todo o tipo de protótipos de produtos e assim tona-se aplicável a todas as soluções.

A RMN Additive disponibiliza este e outros serviços complementares ao fabrico aditivo. Contacte-nos e descubra as opções disponíveis.

Contactos

Tel.: +351 229618090

comercial@reiman.pt | additive@reiman.pt