Idioma
O Meu Carrinho 0

Qual a diferença entre fabrico aditivo e fabrico subtrativo?

Fabrico Aditivo e Fabrico Subtrativo

Num dos nossos artigos anteriores, mostramos-lhe em que consiste o fabrico aditivo, no entanto, muitas vezes associado a este processo está o fabrico subtrativo e por isso decidimos mostrar-lhe as principais diferenças entre os dois processos.

Apesar de serem totalmente opostos, estes processos trabalham muitas vezes em conjunto devido à sua gama sobreposta de aplicações. Se ainda não leu o nosso artigo sobre o fabrico aditivo, é normal que este não seja um termo com o qual já está familiarizado e por isso, de forma mais geral, mostramos novamente em que consiste este processo.

O Fabrico aditivo – ou impressão 3D - é um processo através do qual se produzem peças ou protótipos de determinado produto. O processo suporta vários tipos de materiais para a confeção das peças e as mesmas podem ser criadas através de diferentes processos de fabrico aditivo, no entanto, em todos eles as peças são criadas camada por camada. A Reiman, dispõe de um serviço de fabrico aditivo - Reiman Additive – que engloba os dois processos principais associados à impressão 3D:

SLA - consiste em criar objetos através de processos fotoquímicos, nomeadamente, criar camada por camada com resina através da polimerização da resina.

FDM - a produção das peças é feita através de um processo de extrusão onde o objeto é construído depositando o material amolecido camada por camada. Os materiais utilizados são os filamentos termoplásticos.

    Se por um lado o Fabrico Aditivo tem como principal objetivo a adição de materiais para a construção de peças, o Fabrico Subtrativo é totalmente oposto. Este último processo consiste essencialmente na remoção de material. Por outras palavras, o fabrico subtrativo é impulsionado por um CNC (controlo numérico computorizado) que lê um g-code gerado por um software CAM e produz o modelo final a obter. Posteriormente, a ferramenta de corte é guiada até ao local onde tem de remover material e aí começa todo o processo. Ainda que se possa confundir devido ao seu nome, o fabrico subtrativo também é um processo de produção de peças, no entanto, o mesmo utiliza peças já feitas (blocos maciços de material) e faz os ajustes necessários para remover material e, deste modo, criar novas peças.

    Para mais informações, contacte a equipa especializada da Reiman.

    Contactos

    Tel.: +351 229618090

    comercial@reiman.pt | additive@reiman.pt 

    Artigos Relacionados