Idioma
O Meu Carrinho 0

Robots Colaborativos (Cobots) na Indústria 4.0

Robô colaborativo | OMRON

Existem inúmeras definições possíveis acerca dos robots colaborativos (cobots), mas a melhor forma de se entender quais as características que os mesmos compreendem é olhar para as normas ISO 10218-1 e 10218-2 (associadas aos cobots) que nos dizem o seguinte:

  • Têm a capacidade de fazer paragens monitorizadas em segurança;
  • Têm velocidade e separação;
  • Têm limitações de potência e também de força;
  • Têm orientação manual.

Todas estas capacidades dos cobots são geridas através de sensores e sistemas de controlo com dispositivos periféricos. Outra particularidade interessante é o facto de qualquer robot industrial poder ser transformado num robot colaborativo de acordo com cada necessidade.

Este é um “sistema” que surge com o objetivo principal de descomplicar. Isto é, aliar diferentes processos de integração, programação e operação sem grandes processos complexos através da automatização. No entanto, há ainda algumas melhorias a implementar, nomeadamente, conseguir elevar o nível de produtividade destes dispositivos.

É importante notar que estes não são robots independentes e que necessitam, na grande maioria das vezes, de ser acompanhados por alguém. Daí serem conhecidos como robots “colaborativos”.

A flexibilidade dos cobots torna-os muito atrativos. Como são robots com um tamanho mais compacto que o normal, são muito leves e por isso são fáceis de transportar e de adaptar a diferentes situações e contextos. Para além disto, conseguem ainda realizar operações de grande precisão e que exigem muitas repetições e movimentos de cargas, o que facilita e alivia bastante o trabalho dos colaboradores. Sempre que operação não requer intervenção humana direta, estes robots são a solução.

A OMRON criou uma linha de robots colaborativos com um conjunto de características melhoradas face aos já existentes no mercado. Conheça-as:

  1. Versatilidade e adaptabilidade

São robots totalmente adaptáveis que conseguem por isso realizar várias funções desde supervisão de máquinas, carregamentos, montagens, colagens, etc.

  1. Programação Simples

Não requerem qualquer tipo de comando, nem códigos de arranque, o que faz com que o seu arranque seja mais rápido e mais simplificado.

  1. Segurança

Facilitam o trabalho dos colaboradores na medida em que têm a capacidade de pegar em cargas pesadas, realizam operações que exigem muita precisão, etc. e por isso asseguram a segurança dos colaboradores a que “poupam” estas tarefas mais delicadas e com um risco mais elevado. Para além disto, estes cobots satisfazem não só as normas ISSO 10218 como também a ISSO/TS 15066.

  1. Inteligência

Os cobots da OMRON têm um sistema de visão inteligente que lhes permite reconhecer padrões, posicionar objetos e identificar diferentes códigos de barras.

A marca garante que estes cobots asseguram total poder de precisão e de resolução em conjunto com a mente humana. Graças à sua colaboração conjunta estes robots permitem alcançar elevados níveis de eficiência nas mais variadas aplicações industriais.

    Neste contexto, a Soft Robotics desenvolveu um conjunto de soluções que incorporam os cobots. Falamos dos “Kits Cobots” especialmente criados e desenvolvido para implantações rápidas. O controlador CoDrive é o aparelho específico da marca que foi desenvolvido para “orientar” o mGrip que permite que este sistema de pinças trabalhe em conjunto com os robots colaborativos.

    Para mais informações contacte a equipa de automação e robótica da REIMAN, especialistas em robótica colaborativa e garras tecnologicamente inovadoras.

    Contactos

    Tel.: +351 229618090

    comercial@reiman.pt